Editorial

Editorial

Discurso do Lançamento da pedra e bênção do terreno

Estar aqui hoje para lançar a 1ª pedra, desta nova casa, representa para nós fundadores, Direcção e toda a equipa da Ajuda de Berço uma renovação dos votos que fizemos em 1998, em prol da Defesa da Vida:
Dignificar a Vida Humana através do acolhimento de bebés e crianças que são retiradas às suas famílias por algum tipo de negligência, abuso ou abandono.
Desde 1998, acolhemos 405 crianças das quais 27 com doenças graves, muitas vezes impeditivas de conseguirem serem integradas numa família.
Esta casa irá acolher crianças doentes com esperança de vida curta que se encontrem em situação de abandono e com poucas hipóteses de serem integradas numa família.
Queremos com esta casa dar mais sentido à nossa Missão: dar dignidade às crianças mais frágeis desde que nascem até que cumpram o seu destino neste mundo.
Esta casa foi sonhada durante quase 8 anos. O poeta diz que quando o Homem sonha a obra nasce. Nós temos aprendido que para sonhar é preciso ter Fé, trabalhar muito e ser resiliente.
A Fé é um Dom de Deus que dá forma ao sonho, mas foi também com o exemplo das crianças que aprendemos a ser resilientes e a não desistir de construir esta casa, que sabemos irá fazer a diferença na vida das crianças que aqui forem acolhidas.
Serão elas as mais frágeis, aquelas que ninguém quer, as que não desistem nunca!
É por elas, que vamos construir a nova casa.
Sandra Anastácio