Funcionamento

  • Demo Image
Encaminhamento pelos Tribunais e/ou Comissões de Protecção de Crianças e Jovens e/ou Segurança Social de crianças em situação de perigo iminente, nomeadamente:

1. Ausência de condições socioeconómicas e habitacionais;
2. Negligência nos cuidados;
3. Maus tratos;
4. Abandono;
5. Internamento hospitalar da mãe;
6. Aguardar apoio da família alargada;
7. Toxicodependência/Alcoolismo/Prostituição;
8. Doença psiquiátrica dos pais.

1. Escalão etário: desde o nascimento até aos 3 anos;
2. Zona de Residência: dentro do Distrito de Lisboa, para favorecer o relacionamento e a proximidade com as suas famílias de origem e potenciar os recursos técnicos;
3. Grau de emergência da situação;
4. Existência de decisão judicial;
5. Tipo de problemática;
6. Existência de vaga.
Os centros de Acolhimento da Associação Ajuda de Berço asseguram a prestação dos seguintes serviços:

1. Acolhimento de bebés desde o nascimento até aos 3 anos de idade;
2. Prestação de cuidados pessoais: alojamento, fornecimento de alimentação, cuidados de higiene, cuidados de saúde, acesso aos serviços de saúde.
3. Estimulação adequada ao desenvolvimento pessoal de cada criança, animação, ocupação e lazer;
4. Apoio nas actividades da vida quotidiana: deslocações e transporte, apoio na aquisição de bens e serviços, momentos de descanso e lazer, acompanhamento escolar;
5. Apoio psicológico e aconselhamento jurídico;
6. A par do Acolhimento, é definido o projecto de vida de cada criança: plano tecnicamente traçado que tem por pressuposto a projecção no futuro, da vida considerada desejável para cada criança;
7. Apoio às famílias: sempre que achar conveniente e importante para a reintetgração das crianças no seu meio familiar de origem, a Ajuda de Berço ajuda as famílias destas quer no encaminhamento para outras instituições, quer no seu apoio.
8. Apoio a enxovais: quando solicitada por outras entidades (Hospitais, Maternidades, Segurança Social e pedidos pessoais) a Ajuda de Berço apoia grávidas através da doação de enxovais para o recém-nascido.

Os dois centros de acolhimento da Ajuda de Berço são de laboração contínua. A Ajuda de Berço está aberta todos os dias da semana, 24 horas por dia, durante todos os dias do ano. Para que o acolhimento contínuo das crianças seja possível, existem 3 turnos (não rotativos, que facilita as relações de proximidade com as crianças) por dia, cada um deles com 3/4 funcionários e alguns voluntários.

Durante o dia as crianças contam também com o apoio de uma equipa técnico-pedagógica, incluindo aos fins-de-semana. A Direcção, a Equipa Técnica, os serviços administrativos, o serviço de limpeza, a cozinha, serviço de lavandaria bem como as responsáveis de serviços gerais praticam o horário necessário para o bom funcionamento das casas.

Os assuntos correntes do dia-a-dia são assegurados por equipas profissionais que buscam a qualidade dos serviços que prestam às crianças, temporariamente acolhidas, e à comunidade em particular, sempre com a consciência de uma responsabilidade social.

As crianças celebram todas as datas festivas na Ajuda de Berço: Natal, Páscoa, Carnaval, aniversários de cada uma das crianças, etc. A educadora fala com as crianças sobre essas datas e enfeitam-se as salas. Nos aniversários convidam-se os familiares com quem a criança mantém um relacionamento afectivo (quando existem) - normalmente pais e/ou avós - e faz-se uma festinha com o bolo de anos, tiram-se fotografias, que ficam guardadas num álbum que a criança levará quando for encaminhada para o seu projecto de vida. Nos meses de Julho e Agosto as crianças mais velhas vão de manhã à praia e à tarde para jardins ou parques infantis com as funcionárias da Ajuda de Berço, sempre que os recursos permitem.