20 Anos

20 Anos

Ao longo destes 20 anos tem existido uma preocupação constante em melhorar a qualidade do acolhimento. É importante proteger cada criança mas também cuidar com afectos e consistência numa tentativa de minimizar o impacto da institucionalização. Isto exige de todos os intervenientes formação, flexibilidade, persistência e disponibilidade.

Apesar da Ajuda de Berço ter sido fundada para dar resposta a situações de crianças em risco com idades compreendidas entre os 0 e os 3 anos, tem acontecido algumas vezes o acolhimento de crianças mais velhas para evitar separar fratrias. Nos 20 de anos de funcionamento da Ajuda de Berço a criança mais nova a ser admitida tinha apenas 2 dias de vida e a mais velha tinha já 6 anos e 7 meses.

Ao longo dos anos e desde início, tem sido prática da Ajuda de Berço não “virar as costas” às crianças portadoras de deficiência ou com problemas clínicos graves, acolhimentos que acabaram por ser de longa duração face à inexistência de respostas a longo prazo.

É necessário um ajuste constante da dinâmica das casas à realidade existente em cada momento.

Desde o início do funcionamento das casas da Ajuda de Berço (a 1ª casa em Fevereiro de 1999 e a 2ª casa em Julho de 2004) até ao início de Abril de 2018 estiveram acolhidas 378 crianças, das quais 336 já saíram para os seus projectos de vida e 40 permanecem acolhidas. Duas crianças padeciam de problemas clínicos graves e acabaram por falecer no hospital.

Relativamente aos encaminhamentos destas 336 crianças para os seus projectos de vida: 166 foram confiadas pelos Tribunais ou Comissões de Protecção de Crianças e Jovens aos cuidados das respectivas famílias; 144 crianças foram integradas em famílias seleccionadas para adopção; e 22 foram transferidas para outras instituições por diversos motivos: por se tratarem de crianças com deficiência profunda; para se juntarem a irmãos acolhidos noutra resposta ou para ficarem mais perto da zona de residência da família biológica. 2 crianças tiveram ainda medida de confiança a pessoa idónea e outras 2 situações tiveram
aplicada a medida de tutela.

Ao longo de 20 anos ao serviço das crianças tem sido e é uma preocupação permanente: acolher, proteger, avaliar e definir um projecto de vida para cada criança o mais precocemente possível. Criar e adoptar estratégias de bem-estar para que cada criança se sinta única!

Acolher significa para todos nós, Ajuda de Berço, estar em relação com a criança, com a família e a restante comunidade onde nos inserimos! Vinte anos de disponibilidade, de apoio, de preocupações e de aprendizagem!